Carta do dia (deve sair no Sonhos Póstumos)

30abr07

Ó o que eu recebi na semana passada. Um envelope sem endereço nenhum, escrito somente “A alguém insatisfeito comigo”. Estranho demais. Mais estranho é o remetente. Publico a carta aqui na ítegra:

Oi, tudo bem? Não finja, você me conhece. É, sou eu, a Segunda-feira. Hoje é meu dia. São as vinte e quatro horas mais felizes da semana. O quê? Não concorda? Já esperava.

Muitos não gostam de mim. A razão principal é porque eu venho depois de Sábado e de Domingo, dias culturalmente mais festejados. Sábado tem casamentos, shows. Domingo é dia de churrascada, futebol. Concordo, eles são fodas. Quando o Domingo vai saindo e eu estou chegando, rola uma admiração, ele sabe pelo meu olhar de Sou-sua-fã-e-quero-ser-você-quando-crescer. Mas fica só nisso, nada mais. Já pensou como seria se Domingo e Segunda se juntassem? Loucura.

Sou Segunda-feira, trabalhadeira e mãe solteira. O salário até que é bom, para uma carga de trabalho de 24 horas por semana. Mas as preocupações são para a semana inteira.

Em homem não penso mais, depois do pai dos meus filhos, que nos abandonou. Cachorro. Já tive uma quedinha por Fevereiro, mas a gente só se vê quatro vezes por ano! Não ia dar certo. A Terça e a Sexta, que não têm nada a perder, são mais jovens, até já tentaram com Fervereiro. No mesmo ano, inclusive. Mas o Carnaval foi dedo-duro e elas ficaram brigadas. Com Fevereiro. Esses meses do ano são muito galinhas mesmo, não dá.

Falava de meus filhos, né? Meu maior orgulho. Esses sim são espertos. A menina tem nove anos, quer ser professora. O pequeno, sete, vai ser químico. Sabem que vida de dia de semana é dura. Segunda-feira, ainda mais.

Queria ser poeta (poetisa foi o homem que inventou, para separar as coisas!). Até escrevo uma ou outra coisinha, nada que se compare a um Walter Titz ou a um Eduardo Henrique. Ou ao Sábado. Esse sim é poeta. Velho, boêmio, acorda tarde até para trabalhar, mas fica no batente até a manhã de Domingo, que acaba dormindo um pouquinho mais.

Você reclama de mim, que eu sou chata, que quando eu chego você precisa acordar cedo e trabalhar, patati-patatá. Pára com isso! Eu sou até legal. Seu chefe também chega tarde, não? O dia passa mais devagar, só para você entrar nos eixos e encarar o resto da semana. Semana que, cá entre nós, é bem exigente. Nem tanto comigo, ela entende que vida de Segunda é difícil. Mas os outros reclamam. A Quinta não pôde ir ao dentista na última semana. Era quinta. Ligou para mim, xingando a chefa. Tive que acalmar a mulher.

Viu, eu sou gente boa. Se não gosta demim, saiba que eu só faço meu trabalho, não é nada pessoal. Além do mais, já pensou se eu não existisse? Ao Domingo se seguiria a Terça. E a mocinha acabou de chegar no batente, precisa aprender muito ainda. Você vai ver amanhã.

Até semana que vem. E pense duas vezes antes de me chamar de Maldita. Porque na verdade meu nome é Anita.

Anita Correa dos Santos

Segunda-feira às segundas e dona-de-casa de terça a domingo

Anúncios


One Response to “Carta do dia (deve sair no Sonhos Póstumos)”

  1. Eu tenho um certo “pé atrás” com a segunda-feira, mas hoje ela se superou.
    Em meia hora ela conseguiu sair de nada demais a um caos total. Pra vc ter noção, cheguei em casa e desabei no choro.
    Hoje foi um dia pesado…
    Mas tudo bem…amanhã é feriado e a quarta vai virar segunda.

    Beijo, Sr. Xis

    O negócio foi sério. Logo na segunda…

    Fiquei marcado com o negócio do Xis né? Ferrou.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: