Voluntários atuam na Pastoral*

27jul08
Márcio Garoni

As mulheres da Vila Progresso se reúnem na Igreja Nosso Senhor Bom Jesus** para prestar diversos serviços à comunidade. Elas fazem parte da Pastoral da Criança, que desde 1990 atua no bairro.

As reuniões da Pastoral acontecem uma vez por mês para a organização dos projetos, como pesagem das crianças, orientação às mães para a alimentação alternativa, uso de remédios caseiros, visita a doentes, além do Domingo da Caridade, que consiste na doação de roupas e alimentos arredados. Também são realizados bingos, rifas e almoços para a manutenção das atividades.

Uma das líderes da Pastoral é Sandra Maria de Lima Monteiro. Ex-empregada doméstia, há 16 anos trabalha para a igreja, mas há 4 diminuiu sua atividades por problemas de saúde. “Quando não vou eu sinto falta de estar com as amigas”, diz.

Assim como Sandra, Isaura Ribeiro da Silva também trabalhou como empregada doméstica. Apóia a Pastoral desde seu início. Com marido, três filhos e quatro netos, precisa administrar o tempo entre a família e as atividades voluntárias. “Cuidar da casa e da Igreja é difícil. Tem que ter cabeça”, considera Isaura.

Mural dos Morros nº 3 – “Luta Diária” – Maio de 2008

* na verdade, voluntárias
** Capela Senhor Bom Jesus é o nome correto

(precisava colocar isso em algum lugar)

Dois meses depois, publico essa matéria. É aquela história da preguiça…

Fomos eu, Guilherme e Tarcisio, para variar, e a pauta seria trabalho, em razão do Primeiro de Maio. Ficou definido que eu faria sobre trabalho voluntário. Também tinha feito entrevistas numa escola estadual, com voluntários que ficam lá nos fins-de-semana (meio voluntários – ganham bolsa de estudos). Mas chegou o chefe deles e disse que eles não estavam autorizados pelo estado a dar declarações. Paciência.

Não conhecíamos nada do bairro, e encontramos a igreja, que por sinal fica em frente à escola. Por sorte, ocorreria um bingo naquela tarde. Combinamos de voltar na outra semana, porque as voluntárias estavam ocupadas com os preparativos. Voltamos, e ninguém. Tivemos que procurá-las pelo bairro. Aí encontramos a Isaura, que depois nos apresentou à Sandra.

Sandra tem uma história de bastante dificuldade. Tem anemia, diabetes, e há quatro anos precisou amputar uma perna, por causa de uma trombose. Mesmo assim ainda ajuda na igreja. Faz a gente pensar no quanto reclama da vida por qualquer bobagem.

Não conseguimos fazer fotos dessa matéria; não tínhamos câmera no dia. Mas voltamos depois e batemos fotos do lugar. Aí vão algumas, minhas, é claro:

 

 Vista do alto da Vila Esperança, com o Tarcisio de modelo

Pequeno bazar de Antonio Carlos da Silva, na Vila Progresso. Gostei do colorido

 

 

Material reciclável coletado por Idalice Antônia dos Santos, faxineira de uma escola pública de Santos

Anúncios


One Response to “Voluntários atuam na Pastoral*”

  1. Alma de jornalista….=)

    É, caminho sem volta.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: