Quase da família

12abr09

Quase da família - Márcio Garoni

Eu o vi nascer anos atrás. Convivi com ele desde então.

Pequeno, teve dificuldades para andar, assim como as irmãs. Mas se mostrou esperto, e logo aprendeu a soltar a voz para pedir comida.

Sempre brigou com as irmãs. Desde pequeno quis ser o macho da família, mesmo fazendo xixi onde não devia. E quando era mais estúpido, recebia uns tapas merecidos, apesar da pena que eu sentia logo depois.

Mas sempre foi carinhoso. Gostava de um cafuné, e se espreguiçava todo quando era acariciado na cama, deitadão. Também retribuía os carinhos, bem à sua maneira.

Uma das coisas mais engraçadas que lembro foi quando chegou a tartaruga, um jabuti pequeno, besta que só um jabuti pode ser. Ele ficava fitando o animalzinho, até que o réptil vinha em sua direção, chegava bem perto, cheirava e ficava ali, paradão. Até que ele se enchia da tartaruga e saía num salto, para de longe voltar a olhar o animal, intrigado com aquele ser.

Crescido, passou a ter mais problemas. Brigava até com a mãe, que já parecia uma gatinha indefesa perto dele. Começou a voltar machucado da rua, até sangrando algumas vezes. Perdi as contas de quantas madrugadas perdi preocupado com ele ou cuidando de seus ferimentos, dizendo nunca mais faça isso. Também foram várias as noites em que desencanei, crente que ele sempre voltaria, são e (razoavelmente) salvo.

Só que os alertas e avisos de nada adiantaram. Ele era fiel a seus instintos e, fora a Natureza, não havia quem pudesse domá-lo. Há mais ou menos um mês saiu para a rua e nunca mais voltou, deixando a mim, miha família, além de quatro irmãs e a mãe.

A minha velha fazia planos para quando cada filho se mudasse aqui de casa. O Negão era o gato que ficaria comigo, apesar dos meus protestos iniciais. Ele fez cinco anos em dezembro. Adorava leite.

Anúncios


3 Responses to “Quase da família”

  1. Adorava leite… era um gato bem fiel aos seus instintos :~

    e agora?
    como você vai mudar da sua casa?

    que bad, Má!

    Tem mais cinco fêmeas 😉

  2. 2 Gustavo

    Gato é malandro. Humano é mulher de malandro.

    Esse é o Gustavo, gente

  3. Sabes o que os gatos representam pra mim… dissimulação… rsss

    beijossss

    😮

    hahaha, ok


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: