Archive for janeiro, 2013

noite aberta

08jan13

(à Natasha) palavras ditas não serão desditas algumas, obra de fantasmas na noite atormentado, em mim explodem mil estrelas negras e o que foi, a memória não alcança o trem segue o seu rumo, sem paradas e aquela estação, cada dia mais distante tem tornado o caminho atribulado – você precisa aprender a lidar com […]