Archive for setembro, 2014

redundando

29set14

o papel guarda um guardanapo de papel


dedicatória

28set14

tanto desencontro vento, tempestade contente sinto conotto tento e de repente último momento a intenção transparece acontece! atravessados sal e céu são, santos mar e rio me despeço saio sorrio


o paraguaçu separa a ponte e os barcos juntam, aproximam as quase siamesas gêmeas espelhadas São Félix Cachoeira acho que serei feliz


trago Ginsberg para a Barra lhe apresento algo que não conheço quase uma ilha, o mar grande por todos os lados venta aqui e o sol é forte bebemos e fumamos e olhamos as mariposas e os pássaros nunca estive aqui, ele me diz isso também é a América, respondo a calçada recém reformada escancara […]


Salgador

19set14

rio vermelho oceano azul salga a boca e amarga a alma o tempo é apenas palavra que o sol tratou de dessignificar satisfeito e perdido sou o mar que rebenta na pedra e sopra balançando os barcos de pobre pescaria


aprendi que política aqui é ba-vi


haikaipirinha

07set14

mania minha me embebedar em caipirinha me entonteço tomando um trago bem que mereço