Archive for the ‘Crônicas’ Category

meu irmão é pai uma maluquice pensar assim, em voz alta: “meu irmão é pai”. até outro dia a gente brigava por futebol, se desentendia por videogame, ria com programas de tv como se fôssemos dois… adolescentes. fomos crianças, fomos adolescentes, e há um bom tempo já somos adultos. duro é imaginar o tempo que […]


3 anos

12jun13

acho que essa foi nossa primeira foto natural. tá até hoje lá no orkut. natural no sentido de que não sabíamos que estávamos sendo fotografados. uma das únicas, talvez. sabemos como esses momentos são raros, afinal você acabou de ler o texto do antonio prata, minutos atrás, e me disse, até chorou. e como choramos […]


Uma segunda

16abr13

Numa lanchonete na Rego Freitas, enquanto almoço um mistinho e uma esfirra, com suco de laranja, o senhor, que chuto uns cinquenta e poucos anos, ou quarenta e tantos, cabelo grisalho meio comprido, cavanhaque, diz pro garçom já é dia quinze, como o tempo passa, e dá licença você, jovem, desculpa, você sente o tempo […]


As estátuas querem parecer pessoas vivas, e isso até é normal. Mas que coisa estranha pessoas vivas querendo parecer estátuas! Foi agora há pouco, na av. Paulista, que eu vi a mais bela delas. Ainda se preparava, embranquecendo o rosto, colocando as luvas, para que nenhuma parte da pele ficasse evidente. Em cima da caixa […]


Banho de mar

09jun12

*Publicado na coletânea Santos Revisitada (2011), do selo editorial artesanal Estação Catadora, do Ponto de Cultura Estação da Cidadania e Cultura de Santos. Organização de Alessandro Atanes. (À Mari) É sexta-feira. No jornal leio uma nota, sobre um show à noite. Heitor Mário e sua banda, no Internacional. Blues e rock and roll, que há […]


vila margarida, são vicente esperando um busão que nunca viria no ponto, um homem com seus 30 e poucos ex-viciado em crack, com uma mulher fala que ainda é mal visto me oferece um gole de fanta me fala como as pessoas se acham melhores que outras me fala como já voltou a pé do […]


Expresso 22

20mar10

Cacete, 22 anos! Foto: “Tidós“, de PtM 1985 Já se passou um quarto da minha vida (um terço? metade? meu deus!), e eu mal senti. Mentira, os anos têm sido muito bem aproveitados. Mas os sinais da idade são indisfarçáveis. Vou elencar os três mais evidentes: 1) Uma semana sem lâmina de barbear me torna […]