Archive for the ‘Poema’ Category

bolsas

16jan17

tem bagagem que pesa só depois da viagem por isso ombros cansados contrariados de não aguentarem espelho mostra olhos abertos há muito caídos pudera ser sono ou ressaca lição aos quase trinta não te faz vivo levantar muito cedo às vezes é amigo o chão e qualquer estação de rádio


outro lugar

04dez16

ruas de mesmo nome de sempre grandes barões desconhecidos estranhas, irreconhecíveis cada vez mais sozinho esse lugar não me pertence mais pessoas não me pertencem mais areia escorre, descubro: é o tempo chuva no verão, sobre o mar saudade, já disse um poeta nem a praia de dezembro é a mesma sento e espero o […]


calendário

24nov16

apago anotações da agenda engatando marcha à ré rabiscos, rearranjos retroativos marcas de onde fui e quando faltei sempre incompleto prato raso, caldo ralo papo sem renda, modo de espera falta só parar de vez caem compromissos como copos no colchão pedras de gelo já derretidas as coisas que não foram de que servem janelas […]


canção para ver quando de sexta você me aparece e pede leituras de lençol um filme, mentiras, sossego festa ou outras propostas eu sei, o tempo pode virar o chão é frio, falta o ar vou ligar, não vou ligar e se decidir sumir ir embora daqui peito pesa frases são crises embaixo de nossos narizes […]


chegadas

11jul16

quero cair numa armadilha docemente preparada começar sem saber aonde ir derrubando paredes a marretadas sem desculpas ou lugares comuns britadeira no peito, respiro fundo quando todo ébrio movimento se calcula engulo seco sede e medo encaro porta que abre e me arrepia corri, já que sou dos impulsos e de fomes sem fim (mais uma […]


descaminho

01jul16

se espera um sinal com disposição de ursos no inverno atenções não obedecem prioridades ganha-se no grito quando não intimida se analisa cada mensagem golpe certo ou acaso subjetivo infinito hoje chove sem parar nessa cidade por um segundo acreditei no que queria o embalo de um trem sem parada é passado pelo trajeto, reticente […]


chegou

01jun16

olha lá olha lá quem vem rapidinho tão rápido tá correndo vindo vindo depressa ele sabe o que faz é claro que sabe o que faz estamos vendo lá vem com tanta vontade e velocidade, ele chega e aparece total é uma grande pessoa linda que presença ela vem está aqui e parece que vai […]